Loja


FEB – 75 Anos da Tomada de Monte Castello

Fora de estoque

Descrição

Em 1944, aproximadamente 25.000 combatentes brasileiros foram destacados e enviados à Itália para enfrentarem as Potências do Eixo – aliança formada em 1936 por Alemanha e Japão. Contra esses, uniram-se os Países Aliados – Estados Unidos da América (EUA), Reino Unido, União Soviética e França. A Itália juntou-se ao Eixo em 1937. O Brasil tornou-se um Aliado por meio do decreto que criava a Força Expedicionária Brasileira (FEB) em 09 de agosto de 1943. À época, as Forças Armadas não se encontravam minimamente preparadas para combates dessa natureza. Pessimistas diziam: “é mais fácil uma cobra fumar do que o Brasil entrar na guerra”. No entanto, munidos de sacrifício e fé, os brasileiros foram treinados pelos EUA e enfrentaram um dos seus maiores desafios: derrotar as forças alemãs no alto do Monte Castello, na Itália. Bravura, Tenacidade e Determinação coroaram os beligerantes brasileiros no dia 21 de fevereiro de 1945 com a Tomada do Monte Castello após quatro sucessivas derrotas. Esse glorioso feito fortaleceu a autoestima da tropa que, em seguida, obteve outras conquistas, além de ter contribuído decisivamente na derrota das forças nazistas. A expedição contabilizou milhares de feridos e pelo menos 478 mortos. Em memória, foi inaugurado no Rio de Janeiro o Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial em 05 de agosto de 1960. De desacreditados, os combatentes da FEB tornaram-se heróis e reservaram à História o sucesso do Brasil na Segunda Guerra Mundial. E a cobra fumou…

Arnaldo José da Silva Xavier
Especialista em Leitura e Produção Textual/UFF & Técnico Operacional/CMB

O anverso retrata a campanha da Força Expedicionária Brasileira na tomada de uma estratégica posição alemã situada no Monte Castello – Itália durante a 2ª Guerra Mundial. Traz a figura estilizada de SOLDADO brasileiro em combate mirando o alto do monte. A composição é guiada pela GRADE DE MIRA de arma da época. Nela o soldado se apoia e as legendas “75 ANOS DA TOMADA | MONTE CASTELLO” e “FIM DA II GUERRA | 1945” seguem seus círculos concêntricos.

O reverso traz releitura da insígnia concedida aos honoráveis combatentes da FEB. A chamada “MEDALHA DE COMBATE” vem em primeiro plano circundada por fita de gazepe que se desenrola ao modo do lábaro da bandeira nacional brasileira, a alusão se vale do cruzeiro do sul existente também na medalha da FEB. A legenda “POR MAIS TERRAS QUE EU PERCORRA… não permita Deus que eu morra, sem que eu volte para lá, sem que eu leve por divisa esse V que simboliza a vitória que virá!”; é trecho retirado da Canção do Expedicionário; à época interpretada pelo cantor Francisco Alves, a música se popularizou ao ponto de ser mais representativa que o próprio hino oficial da FEB. A esquerda do campo, a marca da Casa da Moeda do Brasil e as legendas “Au 999 | 1/4 oz” e a numeração serial garantem respectivamente autenticidade e valor da peça; o ano “2020” data o seu lançamento bem como a comemoração de 75 anos da vitória da FEB.

Características:

Espécie: Ouro

Diâmetro: 22mm

Peso: ¼ Oz -0 +0,04g

Título: 999

Criação: Glória Dias

Modelagem: Érika Takeyama

Tiragem Limitada: 75

Informação adicional

Peso 112 g
Dimensões 10 × 10 × 10 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “FEB – 75 Anos da Tomada de Monte Castello”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *