Loja


Cinco tempos de Zico – A juventude na Gávea.

42 em estoque

Descrição

Atenção! Entregas a partir de julho.

Filho do imigrante português José Antunes Coimbra e da brasileira Matilde da Silva Coimbra, no dia 03 de março de 1953, na cidade do Rio de Janeiro, nasceu Arthur Antunes Coimbra. O menino foi carinhosamente apelidado de Arthurzinho e, depois, de Arthurzico, que originaria o nome que marcou a história do futebol mundial: Zico.

Apaixonado por futebol, seu pai foi goleiro amador na juventude e era torcedor do Flamengo. Entusiasta, incentivava os cinco filhos homens a jogarem futebol nas ruas e campos de Quintino Bocaiúva – bairro da zona norte carioca, onde moravam, desde que não deixassem os estudos de lado. Nessas “peladas”, formas recreativas de futebol, as crianças tornaram-se habilidosas. Zico, o caçula da família, aprendeu muito com os irmãos, que depois viraram jogadores profissionais. E, naturalmente, o garoto trilharia o mesmo caminho.

O pequeno Zico chegou ao Clube de Regatas Flamengo em 1967, mais precisamente à sede na Gávea – bairro da zona sul carioca. Com apenas 14 anos, ele seguia uma rotina exemplar de dedicação aos estudos e aos treinos. Regrado, objetivava melhorar seu físico e ganhar massa corporal. Com 17 anos, Zico alcançou a sua meta com louvor. Sua estreia foi em 1971 no time profissional do Flamengo aos 18 anos.

A brilhante carreira no Flamengo o consagrou como maior ídolo do clube. Conhecido também como o “Galinho de Quintino”, o craque jogou na Seleção Brasileira de Futebol de 1976 a 1989. Em 1983, foi para Itália ao ser transferido para o clube Udinese Calcio, permanecendo até 1985. Após duas temporadas, retornou ao Flamengo, ficando até 1989, ano em que se despende da equipe. De 1991 a 1994, Zico aceitou convite para jogar no Japão pelo Sumitomo Metals, que logo originou o clube de futebol Kashima Antlers.
A exemplar e reconhecida trajetória de lutas e conquistas acomoda Zico para sempre no Panteão do Futebol.

Arnaldo José da Silva Xavier
Especialista em Leitura e Produção Textual/UFF
& Técnico Operacional/CMB Arnaldo José da Silva Xavier

Anverso

Comum aos cinco momentos da vida de Zico, que serão destacados na série de Ativos Financeiros em comemoração à história do ídolo, traz, em 1º plano e ocupando mais da metade do campo esquerdo da peça, um portrait de sua imagem mais emblemática. Na área inferior, a conhecida assinatura do atleta é reproduzida com o pingo do “i” substituído por uma bola de futebol. No campo superior à direita, “2021” marca o ano de lançamento das peças, as legendas “Au 999|1/4 oz”, a numeração serial “000/100” e a marca da Casa da Moeda do Brasil garantem a autenticidade e o valor dos AFs em ouro.

Reverso

O reverso da segunda das cinco peças da série retrata a juventude de Zico e o início da carreira profissional do craque no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro. A arte se vale da iconografia da Pedra da Gávea junto a uma base semicircular texturizada que agrega ao conjunto as silhuetas de companheiros de time baseada em fotografia da estreia de Zico como profissional. Acompanha a orla a legenda: “A JUVENTUDE NA GÁVEA”.

Características:

Espécie: Ouro

Diâmetro: 22mm

Peso: ¼ Oz -0 +0,04g

Título: 999

Tiragem Limitada: 100

Criação: Glória Dias
Modelagens: Glória Dias, Érika Takeyama e Luiz Henrique Peixoto

Informação adicional

Peso 112 g
Dimensões 10 × 10 × 10 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Cinco tempos de Zico – A juventude na Gávea.”